Tudo o que faltava sobre a crise de combustível na Venezuela

Entre tantos movimentos, golpes e ações políticas, agora é a vez da Venezuela aparecer com crise no setor de abastecimento por conta de diferenças entre seu atual governo e os Estados Unidos. Você quer entender melhor como tudo está acontecendo? Então acompanhe nosso post para entender tudo o que está acontecendo com a nossa vizinha: Venezuela e sua crise de combustível.

Autos
6 meses atrás
Tudo o que faltava sobre a crise de combustível na Venezuela

O problema é que a falta de combustível poderá afetar o Brasil.

Quais motivos de faltar gasolina em postos da Venezuela, pais que exporta petróleo

Setor petroleiro da Venezuela sofre com queda do regime entre Nicolas Maduro e Estados Unidos

A falta de combustíveis nos postos

A Venezuela, país com a maior reserva de petróleo e o litro do combustível mais barato do mundo, sofre com a falta do combustível em seus postos.

Informações da Bloomber, agência americana, afirmam ser grandes as filas de motoristas para abastecer em vários estados da Venezuela, fazem estoques, com medo que falte combustível, tudo devido a queda de braço entre regime de Nicolás Maduro e Juan Guaidó, líder da oposição, reconhecido por mais de 50 países, como líder interino da Venezuela.

Os Estados Unidos, foi o primeiro país a reconhecer Juan Guaidó, como líder interino da Venezuela, enquanto a estatal PDVSA, gigante petroleira da Venezuela, apoia Nicolás Maduro. Os Estados Unidos revendem a gasolina refinada para a Venezuela, após comprar petróleo puro da nossa vizinha, além de vender também matérias-primas para refinar combustível. A crise que acontece ao nosso lado, que tomou conhecimento de dezenas de países, afetou a distribuição de combustível em sua própria casa.

Crise pode zerar combustíveis nos postos da Venezuela

A Venezuela exporta o petróleo cru para outros países, que é submetido ao processo de refino com matérias-primas para que seja produzida a gasolina comercial. A estatal do setor petroleiro da Venezuela, exportava petróleo para os Estados Unidos, também para ser refinado e transformado em gasolina, mas isso somente até janeiro enquanto a Venezuela comprava a gasolina já refinada do Estado Americano.

O governo de Donald Trump bloqueou sob jurisdição norte américa ativos da PDVSA, bloqueando então, todos os negócios que tinham a estatal como envolvida. Isso tudo, em seguida dos Estados Unidos da América e de Trump, reconhecerem Guaidó como presidente interino da Venezuela.

A PDVSA ainda produz petróleo, porém sua demanda no refino de matéria-prima para transformação da gasolina caiu muito, por este motivo o abastecimento do combustível nos postos da Venezuela está ficando cada vez mais difíceis, causando a preocupação da população a fazer estoque do combustível pelo medo de que tudo se acabe.
Como se já não bastasse, a péssima gestão do governo de Nicolás Maduro, e queda de preço das commodities no período de 2014, que afetou o país que tinha o combustível mais barato do mundo, foram registrados índices de escassez de combustível no período do natal, isto aconteceu ainda antes das sanções de Donald Trump, presidente atual do governo dos Estados Unidos.

Foi anunciado por Nicolás Maduro, fim do subsidio em relação o preço da gasolina no país no ano passado (2018), isso acabou com a posição do país com a gasolina mais barata do mundo, o combustível da Venezuela hoje ainda é importado de outros países, porém pouco vantajoso para os comércios da Venezuela. Informações da agencia Reuters é de que a Venezuela importa combustível da Índia, Rússia e Espanha, no entanto os preços pagos pelo combustível exportados destes países são altíssimos, tornando o sucesso da relação de compra e venda ainda mais difícil de sobreviver a esta crise financeira e econômica sofrida pelo país.

Como fica o Brasil com a Crise de combustível na Venezuela

Este problema pode acabar afetando o Brasil, país vizinho da Venezuela, mais afetado na fronteira dos países, Antônio Denarium, Governador do estado de Roraima do partido (PSL) lançou uma nota no dia 21, quinta feira, dizendo que o fechamento da fronteira entre os países foi fechada e as cidades que fazem divisa com a Venezuela sofrerão com a falta de abastecimento por falta de postos de combustível, que nunca foram construídos por não se pagarem, sendo a gasolina da vizinha tão mais barata que teve registros mais baratos que água no comércio local.

A gasolina na Venezuela é tão barata que não existe posto de combustível na cidade de Pacaraima Santa Helena, situada no estado de Roraima, na fronteira com a Venezuela, estas cidades podem ter problemas sérios com abastecimento de gasolina, com a fronteia fechada, diz Denarium. O fechamento da fronteira também causará transtornos e vários problemas no abastecimento de produtos como: cálcio, fertilizantes e até o fornecimento de energia, segundo Denarium, atual Governador do estado de Roraima.

Motor Poderoso

Aqui nós escrevemos mais que sobre os carros, motos e afins, nosso site é voltado para quem quer saber detalhes ou tem dúvidas sobre questões técnicas, design, até custo benefício de veículos famosos ou exclusivos, populares ou aqueles que saíram de linha.

Vamos Bater um Papo?