Guia por estado IPVA 2019 – Alíquotas e DPVAT

A cobrança do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) começa em janeiro em boa parte do país. O pagamento é obrigatório e a alíquota varia conforme o modelo do veículo e também o estado em que o contribuinte mora. Alguns estados oferecem desconto para pagamento do IPVA em cota única.

Autos
8 meses atrás
Guia por estado IPVA 2019 – Alíquotas e DPVAT
Aen/Divulgação

Consultar IPVA 2019

Para elaborar o guia do IPVA 2019, consultamos os governos estaduais. Nem todos tinham definido calendário e valores até a data da publicação.

Vale lembrar que o IPVA é o Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores, que é exigido para fazer o licenciamento e deve ser pago anualmente.

Saiba mais sobre IPVA:

IPVA no Acre

Governo do Acre divulga datas de pagamento do IPVA 2019
Pagamento do imposto pode ser feito em cota única ou parcelado em até três vezes. Contribuinte que optar pelo pagamento antecipado, em cota única, até o vencimento, terá 10% de desconto.
A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) lançou os valores do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do exercício de 2019 e divulgou o calendário de pagamento do tributo, conforme a Portaria 483/18.

O pagamento do imposto pode ser feito em cota única ou parcelado em até três vezes. O contribuinte que optar pelo pagamento antecipado, em cota única, até o vencimento, vai ter 10% de desconto no valor do IPVA, de acordo com a Portaria.

Se o dono do veículo atrasar o pagamento das cotas ele pode quitar as parcelas com acréscimo de multa e juros moratórios calculados a partir do vencimento das mesmas. A consulta dos valores por modelo de veículo poderá feita no portal da Sefaz na internet, clicando no menu IPVA e também no site do Detran, no ícone Licenciamento Anual.

Os proprietários de veículos que optarem pelo parcelamento do IPVA 2019 vão fazer o pagamento da primeira cota de acordo com o final da placa dos veículos.

IPVA em Alagoas

Os donos de veículos em Alagoas já podem consultar os valores e as datas de pagamento do IPVA 2019. A Secretaria da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL) informou nesta terça-feira (8) que as alíquotas usadas para o cálculo neste ano permanecem as mesmas de 2018.

Os contribuintes que quiserem pagar o IPVA em cota única com desconto de 10% devem fazer o pagamento até o dia 28 de fevereiro.

A quitação do tributo também pode ser feita parcelada em seis vezes, mas as parcelas não podem ser menores que R$ 100. O pagamento parcelado segue prazos específicos, de acordo com o final da placa do veículo (veja o calendário na imagem abaixo).

O boleto para o pagamento do IPVA estará disponível no site da Sefaz (clique aqui). Ele também será enviado pelos correios e poderá ser obtido pessoalmente, em alguma das Centrais Já! do estado.

IPVA no Amazonas

SEM DADOS – SERÁ ATUALIZADO

IPVA no Amapá

Com calendário definido desde o início de dezembro, a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) organiza como vai fazer a cobrança do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2019 no Amapá. A expectativa é que a arrecadação do tributo chegue a R$ 75 milhões no ano que vem.

A consulta do valor acontece através de tabela que será publicada em janeiro no site da Sefaz. A cobrança será feita através de boletos enviados pelos Correios. No documento também estarão disponíveis informações sobre o valor venal, a alíquota e o IPVA.

Como calcular
Primeiro, você deve localizar o modelo e ano do seu veículo na tabela para saber o valor venal. Então, para calcular o valor do imposto é preciso aplicar a alíquota sobre o valor venal, como no exemplo abaixo:

Valor venal do veículo: (exemplo: R$ 20.050)
Alíquota: 4%
Cálculo: 20.050 x 0,04 (R$ 802 é o valor que será cobrado no IPVA)
Em relação às alíquotas do IPVA 2019, a Sefaz definiu 3% para automóveis e camionetes; 1,5% para caminhões, ônibus e motos; e 0,5% para aeronaves.

Pagamento
O pagamento integral, a “cota única”, poderá ser feito com desconto de 20% até o dia 15 de março. Mas quem precisar parcelar, poderá pagar o imposto em até seis vezes. As datas de vencimento valem para todas as placas (confira as datas do pagamento no fim desta matéria).

Os boletos chegarão via Correios, mas também poderão ser acessados e impressos a partir de janeiro, nos sites da Detran (detran.ap.gov.br) e da Sefaz (sefaz.ap.gov.br). O condutor deverá informar o número da placa e do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) do veículo para emitir o documento.

Para efetuar o pagamento do IPVA 2018, basta o contribuinte se dirigir a uma agência bancária credenciada, com o número do Registro Nacional de Veículo Automotor (Renavam) e efetuar o recolhimento no guichê de caixa, nos terminais de autoatendimento, pela internet ou débito agendado ou outros canais oferecidos pela instituição bancária.

O prazo final para realizar o licenciamento será dia 30 de agosto de 2019. A previsão é que as fiscalizações iniciem no dia 2 de setembro de 2019.

Em 2018, o estado arrecadou mais de R$ 68 milhões com o imposto. E, para 2019, a previsão é que a arrecadação seja R$ 7 milhões a mais que este ano.

Calendário 2019 para pagamento do IPVA no Amapá
Licenciamento seguro obrigatório cota única ou 1ª cota – 15 de março
2ª cota – 15 de abril
3ª cota – 16 de maio
4ª cota – 17 de junho
5ª cota – 15 de julho
6ª cota – 15 de agosto
Prazo máximo para licenciamento – 30 de agosto
Início da fiscalização – 2 de setembro

IPVA na Bahia

O valor do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) na Bahia terá redução média de 3,65% em 2019, segundo informações divulgadas pelo governo do estado. A tabela com o calendário de pagamento da tarifa foi publicada no Diário Oficial nesta terça-feira (18).

Confira as tabelas com os valores venais em 2019
De acordo com o governo, o imposto para caminhões terá redução de 4,86%. Os carros terão redução de 3,2%. Já as motocicletas, 3,23%. Ainda segundo o comunicado, ônibus e micro-ônibus terão IPVA 3,66% menor. Para os veículos utilitários, o imposto cairá 3,28%.

Os novos valores, conforme o governo, baseiam-se em pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), a partir dos preços praticados no estado em outubro de 2018.

De acordo com o governo, o IPVA é a segunda fonte de arrecadação tributária do estado. A frota tributável da Bahia é de cerca de 1,9 milhão de veículos. O valor arrecadado é dividido meio a meio com o município onde o veículo foi emplacado.

Como calcular
Primeiro, você deve localizar o modelo e ano do seu veículo na tabela para saber o valor venal. Então, para calcular o valor do imposto é preciso aplicar a alíquota sobre o valor venal, como no exemplo abaixo:

Valor venal do veículo: (exemplo: R$ 20.050)

Alíquota: 4%

Cálculo: 20.050 x 0,04 (R$ 802 é o valor que será cobrado no IPVA)

O contribuinte deve calcular o valor do imposto usando a fórmula: valor venal do veículo x 0,0a, onde “a” é a alíquota. Por exemplo, se o valor venal do carro for R$ 20.050 e a alíquota for 4%, o valor do tributo é o resultado do cálculo 20.050 x 0,04, que é igual a R$ 802.

Para veículo novo, o valor venal será o constante na nota fiscal ou no documento que represente a transmissão de propriedade. Já para veículo usado, o valor venal estará constante em tabela anualmente elaborada pela Secretaria da Fazenda com base nos preços médios de mercado.

Pagamento e descontos
O proprietário que pagar o imposto antecipadamente tem direito a desconto. O prazo final para a obtenção de 10% de desconto, em cota única, é 8 de fevereiro.

Existe ainda a opção de pagamento com 5% de desconto para quem fizer a quitação do valor integral do imposto no dia do vencimento da primeira das três cotas do parcelamento padrão do imposto, data que varia de acordo com o número final da placa do veículo.

Os proprietários de veículos podem também parcelar o imposto em três vezes. Para isso, é preciso observar a data de vencimento da primeira cota na tabela, de acordo com o número final da placa. O pagamento pode ser feito em qualquer agência do Banco do Brasil, Bradesco ou Bancoob, mediante a apresentação do número do Renavam.

Os débitos referentes à taxa de licenciamento e às multas de trânsito deverão ser pagos até a data de vencimento da terceira parcela. Os débitos anteriores do IPVA ainda não notificados também podem ser divididos em três vezes, juntamente com o IPVA 2019. No entanto, o proprietário que perder o prazo da primeira cota deixa de ter o direito ao parcelamento em três vezes.

Já o seguro obrigatório deverá ser pago integralmente até o vencimento da primeira parcela do imposto, em caso de parcelamento do IPVA. O pagamento do tributo referente a embarcações e aeronaves deverá ser efetuado até 31 de maio de 2018. Todas as informações poderão ser consultadas no site da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA) ou por meio do call center da secretaria (0800 071 0071).

Isenção e imunidade
De acordo com o governo, estão isentos do pagamento do IPVA:

Veículos de empresas concessionárias de serviço público de transporte coletivo;
Aqueles com mais de 15 anos de fabricação
Veículos terrestres com motor de potência inferior a 50 cilindradas
Embarcações com motor de potência inferior a 25 HP
Máquinas agrícolas
Táxis de propriedade de motoristas profissionais autônomos
Veículos pertencentes a embaixadas, a representações consulares, a funcionários de carreira diplomática e a pessoas jurídicas de direito privado instituídas pelo poder público estadual ou municipal.
São imunes ao IPVA, por sua vez:

Veículos da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios, dos partidos políticos, inclusive suas fundações, e das entidades sindicais, instituições de educação ou assistência social sem fins lucrativos e dos templos religiosos.

IPVA no Ceará

O Imposto sobre a Circulação de Veículos (IPVA) terá uma redução média de 3,79% em 2019 no Ceará, conforme informou o governador Camilo Santana em transmissão realizada pelas redes sociais nesta terça-feira (19).

Até a próxima quinta-feira (20) a tabela completa de preços será divulgada no site da Secretaria da Fazenda (Sefaz). Os boletos para pagamento ficam disponíveis a partir do dia 2 de janeiro.

A tabela com o valor do IPVA de todos os veículos está disponível no site da Secretaria da Fazenda.

O chefe do Executivo estadual também informou que os proprietários de veículos que paguem o imposto até o dia 31 de janeiro recebem descontos no valor do boleto. É possível efetuar o pagamento à vista ou parcelado.

“Lembrando que ano passado eu já tinha anunciado que teríamos quase 4,5% de diminuição, e esse ano também será quase 4%”, afirmou Camilo

IPVA no Distrito Federal

Boletos começam a vencer em 18 de fevereiro, escalonados pelo dígito final da placa. Valor pode ser dividido em até quatro parcelas, com valor mínimo de R$ 50.

O governo do Distrito Federal publicou nesta segunda-feira (26), no Diário Oficial, o calendário de vencimentos do IPVA 2019. A primeira parcela vence na semana de 18 a 22 de fevereiro – mesmas datas para quem pretende pagar o imposto “de uma vez”.

O vencimento é escalonado com base no último dígito da placa do veículo. Isso significa que os boletos de carros e motos com placa terminada em 1 e 2 vencem primeiro, e os das placas 9 e 0, por último

O IPVA pode ser parcelado em até quatro vezes iguais, desde que o valor não fique abaixo dos R$ 50. Com isso, se o imposto de 2019 for menor que R$ 100, o boleto deve ser pago em parcela única.

O carnê poderá ser impresso:

no site da Secretaria de Fazenda;
no site da Receita do DF;
nos postos do Na Hora;
nas lojas do BRB Conveniência;
ou nas agências da Receita do DF.

IPVA no Espírito Santo

A cota única ou a 1ª parcela do IPVA de veículos leves vence em abril de 2019, seja qual for o final da placa. Já os vencimentos de veículos pesados iniciam no mês de março.

Proprietários de automóveis emplacados no Espírito Santo já podem conferir o valor da base de cálculo do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para o ano de 2019.

A tabela com os valores de mercado dos veículos foi publicada, nesta quarta-feira (19), na Imprensa Oficial do Espírito Santo (DIO), pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).

Segundo a pesquisa elaborada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) a variação média dos preços de referência da base tributável do IPVA para 2019 foi de -3,31% em relação ao ano de 2018.

No caso dos caminhões, a variação da base de cálculo chega a -5%, em comparação ao ano anterior. O índice é obtido analisando a variação dos preços de mercado dos veículos entre 2017 e 2018 e a composição da frota de veículos tributáveis do Estado.

Para a apuração do IPVA, é usado como base o valor médio de mercado do veículo terrestre, conforme a marca, o modelo, a espécie e o ano de fabricação, considerando a respectiva alíquota.

No Espírito Santo, a alíquota para carros de passeio e utilitários é de 2% sobre o valor do veículo. Já para motos, caminhões, micro-ônibus e ônibus, de 1%. Os percentuais aplicados no Espírito Santo estão entre os menores praticados em todo o País.

A lista completa está na edição desta quarta-feira (19), na Imprensa Oficial do Estado e no site da Sefaz.

Vencimentos
As datas de vencimentos do IPVA 2019 também já foram divulgadas pela Sefaz. A cota única ou a primeira parcela do IPVA de veículos leves vencerá em abril de 2019, seja qual for o final da placa.

Já o calendário de vencimentos de veículos pesados terá início no mês de março. Aqueles que efetuarem o pagamento em cota única até a data do vencimento terão 5% de desconto.

Os proprietários de veículos leves poderão parcelar o IPVA em quatro vezes. Já os proprietários de veículos pesados poderão dividir o IPVA em duas parcelas.

Boletos

Os documentos únicos de arrecadação (DUAs) para pagamento do IPVA estarão disponíveis a partir de janeiro de 2019 no site da Secretaria de Estado da Fazenda ou no site do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Assim como em 2018, os boletos não serão enviados para o endereço do contribuinte. O pagamento e a consulta do IPVA e das demais taxas também poderão ser efetuados diretamente no aplicativo do Banestes.

Em caso de dúvidas, o contribuinte pode entrar em contato com a Sefaz pelo Fale Conosco.

IPVA em Goiás

Imposto poderá ser dividido em até três parcelas. Valores a serem pagos ainda não foram divulgados, mas secretaria informou que não haverá mudança na alíquota.

A Secretaria da Fazenda e o Departamento Estadual de Trânsito de Goiás divulgaram nesta quinta-feira (29) o calendário de pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A taxa poderá ser dividida em três parcelas.

O valor que cada proprietário de veículo vai pagar ainda não foi divulgado pelo governo, o que deve acontecer apenas na metade de dezembro. Segundo o site da Sefaz, não haverá alteração na alíquota do imposto do próximo ano. Assim, a mudança no valor do IPVA vai mudar de acordo apenas com o valor venal do veículo, que é alterado anualmente.

O pagamento será dividido de janeiro a novembro, dependendo do número final da placa. Para os veículos que terminal com número 1, o vencimento da primeira parcela será no dia 30 de janeiro. Já para as placas com final 0, o pagamento do valor inicial é apenas em setembro.

IPVA no Maranhão

O pagamento do imposto poderá ser feito em cota única ou parcelado em até três vezes. O contribuinte que optar pelo pagamento antecipado, em cota única, até 28 de fevereiro de 2019, terá 10% de desconto no valor do IPVA.

A Secretaria de Estado da Fazenda lançou os valores do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do exercício de 2019 e divulgou o calendário de pagamento do tributo, conforme a Portaria 425/18.

O pagamento do imposto poderá ser feito em cota única ou parcelado em até três vezes. O contribuinte que optar pelo pagamento antecipado, em cota única, até 28 de fevereiro de 2019, terá 10% de desconto no valor do IPVA, de acordo com a Portaria.

Caso haja atraso no pagamento das referidas cotas, estas poderão ser quitadas com acréscimo de multa e juros moratórios calculados a partir do vencimento das mesmas. A consulta dos valores por modelo de veículo poderá ser feita a partir de 01 janeiro de 2019 no portal da Sefaz na internet, clicando no menu IPVA e também no site do Detran, no ícone Licenciamento Anual.

Os proprietários de veículos que optarem pelo parcelamento do IPVA 2019 realizarão o pagamento da primeira cota de acordo com o final da placa dos veículos. Confira as datas abaixo:

Final de placa 1 e 2:

1ª Cota – 8 de fevereiro de 2019
2ª Cota ou Cota única – 8 de março de 2019
3ª Cota – 8 de abril de 2019
Início da Fiscalização – 8 de maio de 2019
Final de placa 3 e 4:

1ª Cota – 11 de fevereiro de 2019
2ª Cota ou Cota única – 11 de março de 2019
3ª Cota – 11 de abril de 2019
Início da Fiscalização – 11 de maio de 2019
Final de placa 5 e 6:

1ª Cota – 15 de fevereiro de 2019
2ª Cota ou Cota única – 15 de março de 2019
3ª Cota – 15 de abril de 2019
Início da Fiscalização – 15 de maio de 2019
Final de placa 7 e 8:

1ª Cota – 18 de fevereiro de 2019
2ª Cota ou Cota única – 18 de março de 2019
3ª Cota – 18 de abril de 2019
Início da Fiscalização – 18 de maio de 2019
Final de placa 9 e 0:

1ª Cota – 26 de fevereiro de 2019
2ª Cota ou Cota única – 26 de março de 2019
3ª Cota – 26 de abril de 2019
Início da Fiscalização – 26 de maio de 2019

IPVA em Minas Gerais

Quem quitar à vista terá 3% de desconto; outros 3% serão deduzidos do imposto de quem pagou débitos em dia em 2017 e em 2018.

A Secretaria de Fazenda de Minas Gerais divulgou, nesta terça-feira (4), a escala de pagamento do IPVA 2019. O imposto começa a vencer em 14 de janeiro, para os carros com placas com finais 1 e 2 (veja tabela abaixo). Neste ano, o Governo dará desconto de 3% para quem quitar o IPVA em parcela única e mais 3% automaticamente sobre o valor do imposto dos veículos que tiveram todos os seus débitos (imposto, taxas e eventuais multas) pagos em dia nos anos de 2017 e 2018.

Os contribuintes podem pagar o imposto em cota única, com desconto de 3%, ou em três parcelas, nos meses de janeiro, fevereiro e março. O valor mínimo para parcelamento é de R$ 150. O pagamento já pode ser feito em terminais de autoatendimento autorizados com o Renavam do veículo. Você pode baixar a guia de arrecadação pela internet.

Pelos cálculos da Secretaria da Fazenda, em todo o estado, 2,8 milhões de veículos (29% da frota) receberão o novo benefício, batizado de “Bom Pagador”. Além do IPVA, o contribuinte deve ficar atento ao vencimento da Taxa de Renovação do Licenciamento Anual de Veículo (TRLAV), com valor de R$ 102,41. O prazo máximo para o pagamento deste tributo é 1º de abril.

Redução
O Governo diz que houve redução de 3,17% do IPVA em relação a 2018. O estado deve arrecadar R$ 5,44 bilhões para um total de 9,7 milhões de veículos emplacados até 19 de outubro.

IPVA em Mato Grosso

IPVA fica em média 3,21% mais barato em 2019 em MT, os valores foram reduzidos devido à queda nos preços de vendas de veículos praticados no varejo.

O Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) vai ficar, em média, 3,21% mais barato em 2019 em relação a este ano, informou a Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz-MT).

Os valores foram reduzidos devido à queda nos preços de vendas de veículos praticados no varejo. A tabela com os valores venais foi publicada no Diário Oficial que circula nesta quinta-feira (27).

Os dados foram apurados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que fez a pesquisa com 11,5 mil marcas, modelos e versões diferentes de veículos.

O valor da alíquota varia entre 1% e 4%, dependendo do tipo, marca, modelo e ano de fabricação do veículo.

Para efetuar o pagamento do IPVA 2019, basta o contribuinte se dirigir a uma agência bancária credenciada, com o número do Registro Nacional de Veículo Automotor (Renavam) e efetuar o recolhimento no guichê de caixa, nos terminais de autoatendimento, pela internet ou débito agendado ou outros canais oferecidos pela instituição bancária.

O pagamento do IPVA pode ser feito em cota única com descontos de 5% ou 3%. Os abatimentos são concedidos conforme a data em que for efetuado o recolhimento do imposto. No mês de janeiro, por exemplo, os pagamentos realizados até o dia 10 terão desconto de 5%, já aqueles que pagarem entre os dias 11 e 21 a redução no valor será de 3%. No período de 22 a 31, o IPVA deverá ser quitado sem desconto e após essa data haverá acréscimo de juros e multas.

É possível ainda parcelar o valor em até três vezes mensais, iguais e sucessivas. Nestes casos, o parcelamento só será permitido se o valor da parcela for superior a uma UPF/MT o que corresponde, atualmente, a R$ 140,59. A UPF/MT é atualizada mensalmente com base nas variações de preços do Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) do mês anterior.

Ainda em relação aos parcelamentos, é necessário que a primeira cota seja recolhida no mês do vencimento do imposto, conforme o calendário. As demais parcelas deverão ser recolhidas, respectivamente, até o último dia útil dos primeiro e segundo meses consecutivos ao do recolhimento da primeira.

A frota total de veículos em Mato Grosso é de aproximadamente 2 milhões. Destes, 1,5 milhão estão sujeitos ao recolhimento do IPVA. Outros 500 mil veículos não são tributáveis, seja por terem mais de 20 anos de fabricação, seja por serem considerados imunes ou dispensados do pagamento, como taxistas, por exemplo.

A Fazenda prevê arrecadar R$ 665 milhões com o IPVA em 2019.

Os proprietários deverão observar o calendário de vencimento por final de placa.

IPVA em Mato Grosso do Sul

Prazo para pagamento à vista do IPVA com 15% de desconto termina no dia 31 de janeiro em MS, para o proprietário que optar pelo parcelamento, o valor pode ser dividido em até cinco vezes, mas não haverá descontos. Veja a tabela com os valores.

O prazo para o pagamento à vista e com desconto de 15% no valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) termina no dia 31 de janeiro em Mato Grosso do Sul. Para o proprietário que optar pelo parcelamento, o valor pode ser dividido em até cinco vezes, mas não haverá desconto. As parcelas vão vencer no fim dos meses de janeiro, fevereiro, março, abril e maio (confira no calendário abaixo). A expectativa do governo é arrecadar R$ 767 milhões com o imposto.

Para 2019 o governo de Mato Grosso do Sul manteve a isenção total do imposto no primeiro ano de uso para carros, caminhões com qualquer capacidade de carga, ônibus e micro-ônibus para transporte coletivo de passageiros, caminhoneta, caminhoneta de uso misto e utilitário e veículos com capacidade de até oito pessoas (excluindo o condutor), novos, adquiridos em concessionárias do estado. Para motocicletas o desconto é de 50% no valor, também no primeiro ano.

Também foram mantidas as mesmas alíquotas de cobrança do IPVA aplicadas em 2018. Para automóvel (carro de passeio), camionete, camioneta de uso misto e utilitário é de 3,5%. Para ciclomotor, motocicleta, triciclo, quadriciclo, caminhão com qualquer capacidade de carga, ônibus ou micro-ônibus para transporte coletivo de passageiros, as alíquotas é 2%. Para automóveis de oito lugares movidos a diesel, a alíquota fica em 4,5%. Para conferir os dois decretos (15.091/2018 e 15.092/2018) que regulamentaram a cobrança do IPVA no estado em 2019.

De acordo com a Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz), a cobrança do IPVA é calculada sobre os preços médios de mercado do automóvel (valor venal) multiplicado por sua alíquota. O valor de mercado é avaliado pela tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

IPVA no Pará

IPVA terá redução média de 3,31% no Pará em 2019, a tabela com calendário de pagamento foi publicada no Diário Oficial nesta sexta-feira (28) pelo governo do estado.

O valor do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no Pará terá redução média de 3,31% em 2019, segundo informações divulgadas pelo governo do estado. A tabela com o calendário de pagamento da tarifa foi publicada no Diário Oficial nesta sexta-feira (28).

De acordo com o governo, o Pará terá uma redução média de 3,31% em 2019. O imposto para caminhões terá redução de 4,79%, para os carros, a redução será de 3,12%. Ainda segundo o comunicado, ônibus e micro-ônibus terão IPVA 3,78% menor.

Os novos valores, conforme o governo, baseiam-se em pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que acompanha e divulga o preço médio dos automóveis anualmente.

De acordo com o governo, até a primeira quinzena dezembro de 2018 a frota total do Pará era de 2.088.341 veículos, dos quais 1.642.627 foram tributados este ano.

IPVA na Paraíba

Regras para pagamento do tributo e o calendário ampliado permanecem para 2019.

O calendário de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) na Paraíba, referente ao ano de 2019, foi publicado nesta terça-feira (18) pela Secretaria de Estado da Receita (SER) no Diário Oficial Eletrônico do órgão (Doe-SER).

As regras para pagamento do tributo – como, por exemplo, desconto de 10% na cota única à vista, parcelamento em até três vezes – e o calendário ampliado para pagamento na cota única ou parcelado ao longo dos doze meses, permanecem para o exercício de 2019. Também foi divulgado o relatório de valores do IPVA 2019 por modelo e ano do veículo.

Em 2019, o valor do tributo apresenta redução nos diversos segmentos de veículos, com variação entre 3,14% e 4,57. Os caminhões vão ter a maior redução média do tributo (-4,57%), enquanto motos e similares têm menores quedas (-3,14%). O IPVA sobre os carros de passeio/automóveis vão ter redução média de 3,12% e caminhonetes e utilitários apresentam queda de 3,19%. As alíquotas do IPVA de 2017 dos veículos permanecem as mesmas em 2019. Automóveis, motocicletas, micro-ônibus e caminhonetes têm alíquotas de 2,5% sobre o valor venal dos veículos, enquanto caminhões e ônibus têm alíquota de 1%.

Calendário ampliado do IPVA
Os proprietários de veículos terão mais uma vez um calendário ampliado para realizar o pagamento do tributo em 2019. A data limite de vencimento será o último dia útil de cada mês no período de janeiro a outubro para quem optar pelo pagamento da cota única à vista ou então pelo parcelamento.

Por exemplo, o proprietário com placa final 1, a data limite de vencimento será o dia 31 de janeiro de 2019, enquanto a placa final 2 será o dia 28 de fevereiro. No mês de março, será a vez do proprietário com placa de veículo final 3, mas deverá realizar o pagamento antecipado no dia 29 de março para evitar pagar juros e multas ou perder o desconto na opção à vista e, assim, sucessivamente, até o mês de outubro, quando encerra a opção do cota única ou parcelado, tendo a data limite de pagamento para o último dia útil do mês.

O contribuinte terá três opções de pagamento do IPVA. Além da cota única à vista com desconto de 10%, as outras duas alternativas são o parcelamento em três vezes do tributo ou pagamento total ao final do terceiro mês sem desconto.

Impressão dos boletos via portais
O boleto do IPVA pode ser emitido nos sites da Receita Federal e Detran-PB. Ao acessar o link, é necessário que o proprietário informe o número do CPF ou CNPJ, a placa e o Renavam do veículo e inserir um código de segurança. Ao clicar em “Avançar”, é possível visualizar o boleto e realizar a impressão do documento.

O boleto poderá ser impresso, preferencialmente, em uma repartição fiscal (Recebedoria de Renda ou Coletoria) ou então nas unidades do Detran-PB. O pagamento deve ser efetuado nas agências do banco Bradesco, no serviço de autoatendimento, ou de forma mais prática no mobile banking – aplicativo disponível pelo Bradesco para aparelhos móveis como smartphones.

Isenções
Em 2019, mais de 358 mil veículos ficarão isentos do IPVA no Estado da Paraíba (27% do total). Segundo dados da Receita Estadual, os veículos com ano de fabricação até 2003 ficarão isentos de pagamento do IPVA neste próximo ano. A legislação em vigor assegura isenção do imposto para proprietários de carros, motos ou qualquer outro veículo com 15 anos completos do ano de fabricação. Contudo, esses veículos não ficarão isentos das demais taxas que envolvem o emplacamento, como seguro obrigatório (Dpvat), licenciamento do Detran-PB e a Taxa de Bombeiro.

Já categorias como, por exemplo, taxistas, portadores de deficiência (física, visual, mental ou autista), veículos cadastrados no Ministério do Turismo na qualidade de transporte turístico; motofrentistas e de motobois até 150 cc (cilindradas) deverão requerer a isenção do IPVA de 2019 até o dia 28 de dezembro em qualquer repartição fiscal do Estado para ter direito ao benefício da isenção no próximo ano.

IPVA no Paraná

O contribuinte que escolher pagar o imposto à vista terá desconto de 3%. Prazo final para pagar a primeira parcela ou parcela única é 30 de janeiro.

O período de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2019 no Paraná começa em 24 de janeiro, informou a Secretaria da Fazenda do estado.

O imposto poderá ser pago em até três parcelas.

Para isso, o contribuinte deve acessar o site da Secretaria da Fazenda e imprimir as guias de recolhimento.

O carnê que será enviado para os contribuintes só permite o pagamento à vista do IPVA.

Prazos
Para os contribuintes que escolherem quitar o débito à vista, o imposto terá um desconto de 3%, e deve ser pago até 30 de janeiro, dependendo do número final da placa do automóvel.

prazo para o pagamento da primeira parcela também é 30 de janeiro, dependendo da placa do veículo. Os prazos das parcelas seguintes será entre os dias 21 e 27 de fevereiro e entre os dias 21 e 27 de março de 2019.

Inadimplentes
Os contribuintes que não pagarem o imposto nos prazos definidos pela legislação terão multa de até 10% e os valores sofrerão acréscimo de juros. Os veículos que estiverem com débitos do IPVA não receberão o licenciamento anual e ficam impedidos de transitar, sob risco de retenção e aplicação de multas pelas autoridades de trânsito.

IPVA em Pernambuco

Datas de pagamento do imposto para os veículos de Pernambuco foram divulgadas pela Secretaria da Fazenda do estado nesta quinta-feira (20).

O valor do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) tem uma redução média de 3,18% em 2019, em comparação ao ano de 2018. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (20) pela Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE).

Os contribuintes que desejam pagar em cota única, em fevereiro, têm um desconto de 7% no valor. Os proprietários que optam por parcelar em até três vezes pagam a primeira parcela em fevereiro, quitando o imposto nos meses subsequentes. As datas de vencimento variam de acordo com a placa de cada veículo.

Segundo o órgão, os valores são calculados conforme a variação de preços de mercado estipulada pela Fundação Instituto de Pesquisas Aplicáveis (Fipe). Seguindo esse modelo, o imposto dos automóveis teve uma queda de 3,11%, enquanto o dos caminhões sofreu uma queda de 4,57%.

Os carnês de pagamento devem ser enviados pelo Departamento de Trânsito de Pernambuco a partir do dia 20 de janeiro de 2019. O site do órgão, no entanto, já disponibiliza as informações.

Como calcular
O contribuinte deve calcular o valor do imposto usando a fórmula: valor venal do veículo x 0,0a, onde “a” é a alíquota. Por exemplo, se o valor venal do carro for R$ 20.050 e a alíquota for 4%, o valor do tributo é o resultado do cálculo 20.050 x 0,04, que é igual a R$ 802.

Para veículo novo, o valor venal será o constante na nota fiscal ou no documento que represente a transmissão de propriedade. Já para veículo usado, o valor venal estará constante em tabela anualmente elaborada pela Secretaria da Fazenda com base nos preços médios de mercado.

IPVA no Piauí

Governo do Piauí divulga datas de pagamento do IPVA 2019, o pagamento do imposto pode ser feito em cota única ou parcelado em até três vezes. Contribuinte que optar pelo pagamento em cota única, até o vencimento, terá 15% de desconto.

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) lançou os valores do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do exercício de 2019 e divulgou o calendário de pagamento do tributo. O pagamento do imposto pode ser feito em cota única ou parcelado em até três vezes. O contribuinte que optar pelo pagamento em cota única, até o vencimento, vai ter 15% de desconto no valor do IPVA, de acordo com a Sefaz.

Se o dono do veículo atrasar o pagamento das cotas ele pode quitar as parcelas com acréscimo de multa e juros moratórios calculados a partir do vencimento das mesmas. A consulta dos valores por modelo de veículo poderá feita no portal da Sefaz na internet e também no site do Detran.

A alíquota de automóveis é 2,5%. 3% para automóveis com valor acima de 150 mil. 2% para motos e 1% para ônibus e caminhões. Os proprietários de veículos que optarem pelo parcelamento do IPVA 2019 vão fazer o pagamento da primeira cota de acordo com o final da placa dos veículos.

IPVA no Rio de Janeiro

Com base no Fipe, o imposto será, em média, 3,23% menor do que em 2018.

A Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro publicou, nesta sexta-feira (21), a tabela com os valores venais dos veículos, usados para calcular o valor do IPVA 2019. Com base nos preços de mercado calculados pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), o imposto será, na média geral, 3,23% mais barato do que em 2018.

No caso dos automóveis, a redução média será de 3,13%. Já nas motos, o tributo cairá 3,19% em média. Foi considerada a variação do mercado medida pela Fipe de setembro a outubro de 2017 e de setembro a outubro de 2018.

Veja, ao final desta reportagem, como calcular o IPVA.

O tributo poderá ser pago em cota única, com desconto de 3%, ou a quantia integral poderá ser dividida em três vezes, por meio de boletos bancários que poderão ser emitidos nos sites do Banco Bradesco (www.bradesco.com.br) ou da Secretaria de Estado de Fazenda (www.fazenda.rj.gov.br). O pagamento da Guia de Regularização de Débitos (GRD) deverá ser efetuado em dinheiro e poderá ser realizado em qualquer agência bancária.

O primeiro vencimento da tabela, para os veículos com final de placa número 0, será no dia 21 de janeiro, tanto para o pagamento da primeira parcela, quanto para a quitação integral do imposto. Já para os veículos com final de placa 9, o vencimento inicial será no dia 1º de fevereiro.

Confira, abaixo, o calendário de vencimento do IPVA 2019 para veículos automotores usados.

Como calcular o IPVA?
O IPVA é calculado aplicando as alíquotas (4% para carros flex; 2% para motos e 1,5% para carros movidos a GNV) aos valores venais dos veículos.

VEJA A TABELA COM OS VALORES VENAIS

Valor venal do veículo: (exemplo: R$ 20.050)
Alíquota: 4%
Cálculo: 20.050 x 0,04
20.050 x 4 / 100 (R$ 802 é o valor que será cobrado no IPVA)

IPVA no Rio Grande do Norte

Alíquota do imposto não foi alterada em relação a 2018, sendo correspondente a 3% do valor venal do veículo.

A Secretaria de Tributação do Rio Grande do Norte (SET) publicou a tabela com os valores do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) e o calendário do pagamento de 2019, que começa em março. A taxa de licenciamento anual dos veículos, cobrada pelo Departamento de Trânsito (Detran), não sofreu reajuste e vai custar R$ 90 neste ano.

A alíquota do IPVA também não foi alterada em relação a 2018, sendo correspondente a 3% do valor venal do veículo. Ou seja, se um veículo novo custa R$ 40.000, por exemplo, o proprietário pode fazer um cálculo simples para saber quanto terá que pagar:

40.000 x 0,03 = R$ 1.200.

No caso de veículos usados, o valor utilizado no cálculo segue a Tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômica) – que aponta o preço dos veículos ano a ano. A partir de 10 anos, o veículo fica isento do imposto. O governo publicou uma tabela com os respectivos valores de IPVA, levando em conta essa tabela.

O pagamento do IPVA em cota única e no prazo estabelecido terá desconto de 5%, já computado na respectiva guia de recolhimento. O imposto só pode ser parcelado se o valor total do débito for maior ou igual a R$ 100. O calendário de pagamento está disponível no site da Secretaria de Estado da Tributação.

IPVA no Rio Grande do Sul

Imposto com desconto pode ser pago até semana que vem. Sem abatimento, o vencimento varia de acordo com o final da placa, ao longo de abril.

O prazo para pagamento do IPVA 2019 vai até o dia 28 de dezembro, com descontos de 3%, ou abril de 2019, conforme a placa. Confira as datas abaixo:

1º de abril – final 1
3 de abril – final 2
5 de abril – final 3
8 de abril – final 4
10 de abril – final 5
12 de abril – final 6
15 de abril – final 7
17 de abril – final 8
22 de abril – final 9
24 de abril – final 0
O pagamento pode ser feito no Banrisul, Bradesco, Santander, Sicredi, Caixa (loterias) e Banco do Brasil (somente para clientes). Para quitar o imposto, o proprietário deverá apresentar Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Junto com o IPVA, é possível pagar o seguro obrigatório (DPVAT), taxa de licenciamento e multas de trânsito.

As datas de licenciamento também variam conforme a placa. Veja abaixo.

30 de abril – final 1, 2 e 3
31 de maio – final 4, 5 e 6
30 de junho – final 7 e 8
31 de julho – final 9 e 0
O licenciamento do veículo é composto por três itens: IPVA, seguro obrigatório DPVAT e taxa de expedição do documento. Somente após a quitação desses três valores e de eventuais multas vencidas o veículo estará licenciado para o exercício 2019 e será emitido o novo documento de licenciamento (CRLV).

Dentro dos prazos acima, é possível circular com o veículo com os CRLV do ano passado.

As guias do IPVA já estão disponíveis para pagamento. Já os valores do seguro obrigatório estarão liberados para pagamento no dia 24. A partir desta data será possível pagar todos os encargos conjuntamente. O governo alerta que quem pagou somente o IPVA ainda não está licenciado.

Os valores que compõem o licenciamento podem ser consultados no site do DetranRS, no link consulta IPVA e licenciamento 2019.

Quitados todos os pagamentos, o documento é enviado por Sedex para o endereço que consta nos registros do DetranRS, que deve estar atualizado.

Alíquotas do IPVA no RS:
3% – Automóveis e camionetas
2% – Motocicletas
1% – Caminhões, ônibus, micro-ônibus e automóveis e camionetas para locação.
Frota total do Estado: 6.734.626
Frota pagante de IPVA: 3.704.814 (55%)
Frota isenta de IPVA: 3.029.812 (45%).
Descontos
O desconto de pagamento até 28 de dezembro é de 3%. Quem pagar até o dia 28 de fevereiro terá abatimento de 2%. Já os motoristas que deixarem para quitar até 29 de março recebem 1% de desconto. O valor também pode ser parcelado em três vezes, sendo que cada parcela seguirá os descontos previstos para cada mês.

Além disso, é possível ter descontos para bons motoristas. Para quem não teve multas no período entre novembro de 2015 e outubro de 2018 (três anos), a redução será de 15%. Já quem não teve multa depois de novembro de 2016, recebe desconto de 10% (dois anos) e, depois de novembro de 2017 (um ano), tem direito a benefício de 5%.

Já o desconto do Bom Cidadão (para quem participa do Programa da Nota Fiscal Gaúcha), também prevê abatimentos em três faixas. Será de 5% para quem possuir 100 notas ou mais, de 3% para quem tiver entre 41 e 99 notas e de 1% para o contribuinte com até 40 documentos fiscais devidamente registrados. Com esta vantagem são 25,09% (929.464) da frota terá direito ao benefício.

IPVA em Rondônia

Contribuintes poderão ter 10% de desconto para pagamento antecipado. Governo espera arrecadar cerca de R$ 290 milhões.

A Secretaria de Finanças (Sefin) de Rondônia divulgou nesta semana os valores do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), além das datas de pagamento. Com o imposto, o Governo do Estado espera arrecadar cerca de R$ 290 milhões.

Segundo a Sefin-RO, as regras de cobrança, descontos e pagamento do IPVA continuam as mesmas. Ao contribuinte é recomendado que se oriente pela tabela de pagamento disponível só portal da Sefin, caso opte pelo desconto por pagamento antecipado e outros benefícios como o parcelamento do débito.

Para os donos de veículos com final de placa 1, 2 e 3 que desejarem obter desconto de 10% o pagamento deve ser efetuado antecipadamente até o fim de janeiro de 2019. Para o primeiro mês do ano também está previsto o parcelamento do débito.

E para quem está com o IPVA atrasado?
A Sefin também lembra que os contribuintes com o imposto atrasado devem quitar os débitos antes da virada para 2019, tendo em vista que, a partir de janeiro, a Unidade Padrão Fiscal (UPF) que corrige as taxas cobradas por cada estado brasileiro vai sofrer um reajuste de 8%.

IPVA em Roraima

Imposto poderá ser dividido em até três parcelas. Primeiro vencimento da tabela é no dia 31 de janeiro; não há opção de pagamento com desconto. O calendário de pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e do licenciamento para 2019 foi divulgado nesta quinta-feira (3) pela Secretaria da Fazenda e o Departamento Estadual de Trânsito de Roraima.

A taxa poderá ser dividida em três parcelas ou paga de uma só vez. Não há opção para pagamento com desconto.

As datas de pagamento estão disponíveis desde o dia 28 de dezembro de 2018 no Diário Oficial do Estado, quando foi publicada a portaria conjunta assinada entre os dois órgãos.

O pagamento do IPVA foi dividido de janeiro a dezembro e o vencimento é de acordo com o final da placa de cada veículo. O primeiro vencimento é no dia 31 deste mês e o último em 30 de dezembro.

Além do IPVA, o contribuinte também deve ficar atento para a data de vencimento do licenciamento e do seguro DPVAT, que deve ser pago junto com a segunda e terceira, respectivamente. Ambas as taxas são pagas de acordo com a placa de cada veículo.

O imposto leva em consideração o valor do veículo na tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

IPVA em Santa Catarina

IPVA fica, em média, 3,2% mais barato em 2019 em SC, a redução se deve à desvalorização dos veículos.

O IPVA vai ficar, em média, 3,2% mais barato em 2018, informou a Secretaria da Fazenda de Santa Catarina nesta quarta-feira (19). O índice representa a desvalorização dos veículos em relação a 2018 de acordo com a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), usada pela pasta como base de cálculo.

No site do Departamento Estadual do Trânsito (Detran), é possível ver o quanto o contribuinte vai pagar. Nesse link, também é possível baixar o boleto para pagamento. O valor também pode ser quitado no próprio Detran.

As alíquotas vigentes em Santa Catarina são:

2% para veículos de passeio, utilitários e motor-casa, nacionais ou estrangeiros
1% para veículos de duas ou três rodas e os de transporte de carga ou passageiros (coletivos), nacionais ou estrangeiros;
1% para veículos destinados à locação, de propriedade de locadoras de veículos ou por elas arrendados mediante contrato de arrendamento mercantil
Pagamento
O pagamento pode ser feito em cota única ou parcelado em três vezes. Não há desconto em nenhuma das duas modalidades. O dia do vencimento é de acordo com o último número da placa do veículo. Veja a tabela completa ao fim da reportagem.

O IPVA mais caro do estado é de um carro Lamborghini Avent S 2018. O valor a ser pago do imposto é de R$ 77.440,68.

Arrecadação
No estado, há 5 milhões de veículos em circulação, conforme a secretaria. Desses, 3,3 milhões pagam IPVA. Os outros têm isenção ou imunidade, como é o caso de veículos antigos, táxis ou para portadores de deficiência. Motocicletas até 200 CC estão isentas desde que não tenha havido penalidade por infração de trânsito em 2018.

A secretaria espera arrecadar com o imposto R$ 1,8 bilhão em 2019. Desse total, 50% serão repassados no ato do recolhimento ao município onde o veículo estiver emplacado.

Até novembro deste ano, Santa Catarina arrecadou R$ 1,6 bilhão com o IPVA, um incremento de 12,08% em relação a 2017.

IPVA em Sergipe

Pagamento integral com desconto de 10% poderá ser feito até o dia 28 de fevereiro.

Nesta quinta-feira (6) o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE) divulgou o calendário de pagamento do Licenciamento Anual e do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para o Exercício 2019.

Segundo o Detran, haverá mudança em relação ao calendário anterior, não existindo mais a possibilidade de parcelamento antecipado e permitindo a quitação por cartão de crédito. A medida passa a valer em 1º de janeiro de 2019.

O desconto de 10% no valor do IPVA para veículo com qualquer terminação de placa poderá ser feito integralmente até 28 de fevereiro de 2019, desde que o contribuinte não possua débito do imposto relativo a exercícios anteriores.

Quem optar pela cota única sem desconto no IPVA deve se atentar ao mês de referência do final de placa do veículo, março a novembro, conforme tabela divulgada no site do Detran/SE.

Para solicitar o IPVA ao Detran, o interessado poderá acessar o site, totens de autoatendimento da autarquia, caixas eletrônicos do Banese e aplicativo Detran/SE Digital.

IPVA em São Paulo

Os proprietários de veículos registrados no estado de São Paulo podem conferir o valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2019, e inclusive fazer o pagamento, em toda a rede bancária a partir desta quarta-feira (19) A consulta pode ser realizada nos terminais de autoatendimento, pela internet ou diretamente nas agências. Para isso é preciso fornecer o número do Renavam do veículo.

Também é possível verificar diretamente no portal da Secretaria da Fazenda (portal.fazenda.sp.gov.br/servicos/ipva/), mediante o número do Renavam e a placa do veículo. O proprietário tem até a data de vencimento da placa (veja calendário abaixo) para quitar o imposto em cota única, com desconto, ou pagar a primeira parcela do tributo.

Os contribuintes podem pagar o IPVA 2019 em cota única no mês de janeiro, com desconto de 3%, ou parcelar o tributo em três vezes (nos meses de janeiro, fevereiro e março), de acordo com o final da placa do veículo. Também é possível quitar o imposto no mês de fevereiro, sem desconto.

IPVA no Tocantins

Contribuintes poderão pagar em parcela única com 10% desconto, parcelar em dez vezes ou ainda em cota única sem desconto.

O pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2019 terá mudança na forma de pagamento. Agora, os proprietários poderão pagar em parcela única com desconto de 10%, até o dia 15 de janeiro. Também será possível parcelar o valor em 10 vezes ou pagar em parcela única, sem desconto, no mês de outubro. O Estado tem uma frota de 597 mil veículos à expectativa do governo é arrecadar R$ 279 milhões.

Conforme a Secretaria do Estado da Fazenda (Sefaz), os proprietários devem ficar atentos porque a nova forma de pagamento vale para todos os veículos, independente do final da placa.

Além disso, quem optar por pagar o imposto de forma parcelada também deverá quitar a primeira parcela dia 15 de janeiro.

Como calcular
Os proprietários podem calcular quanto terão de pagar de imposto multiplicando o valor venal do bem pela alíquota referente ao tipo de veículo. A Secretaria da Fazenda considera o preço disponível na tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, a Tabela Fipe. (Veja a fórmula abaixo)

As alíquotas do IPVA para cada categoria são: 1,25% para veículos terrestres utilizados no transporte de passageiros e de cargas, como ônibus, microônibus e caminhão, caminhão trator e cavalos mecânicos; 2% para veículos aéreos, aquáticos.

Os veículos automóveis de passageiros, camionetas pick-up e furgões equipados com motor de até 100 HP de potência bruta (SEAE) têm a alíquota é de 2,5%; assim como motocicletas e ciclomotores equipados com motor de até 180 cm3 de cilindrada, veículos adquiridos e destinados exclusivamente à locação e outros veículos automotores.

No caso de veículos automóveis de passageiros, camionetas pick-up e furgões equipados com motor acima de 100 HP de potência bruta (SEAE) e motocicletas e ciclomotores equipados com motor acima de 180 cm3 de cilindrada, o valor é de 3,5%.

Veja a fórmula

Primeiro, deve se localizar o modelo e ano do seu veículo na tabela para saber o valor venal. Então, para calcular o valor do imposto é preciso aplicar a alíquota sobre o valor venal, como no exemplo abaixo:

Valor venal do veículo: exemplo: R$ 20.050

Alíquota: 2%

Cálculo: 20.050 x 0,02 = R$ 401 é o valor que será cobrado no IPVA.

Como pagar
O boleto para pagamento do imposto estará disponível no site da Sefaz a partir do próximo dia 1º de janeiro. Quem fizer o parcelamento só vai receber o licenciamento anual do veículo quando quitar a última parcela.

Porém, quem está com o IPVA do exercício de 2018 pago terá o licenciamento do veículo em dias até 15 de outubro de 2019.

O seguro obrigatório DPVAT é pago por meio de outro documento, que estará disponível juntamente com o IPVA. A data para pagar o DPVAT geralmente é fixada levando em consideração a última parcela do IPVA, nos casso em que o valor do imposto é parcelado.

Motor Poderoso

Aqui nós escrevemos mais que sobre os carros, motos e afins, nosso site é voltado para quem quer saber detalhes ou tem dúvidas sobre questões técnicas, design, até custo benefício de veículos famosos ou exclusivos, populares ou aqueles que saíram de linha.

Vamos Bater um Papo?