Entenda as diferenças do novo Chevrolet Cruze 2018 hatch e sedan, versões e detalhes dos modelos

Carros
3 semanas atrás
Entenda as diferenças do novo Chevrolet Cruze 2018 hatch e sedan, versões e detalhes dos modelos

Conheça preço, consumo, interior do carro e ficha técnica deste queridinho que nasceu há pelo menos dez anos na Coreia do Sul inicialmente comercializado como Daewoo Lacetti Premiere, ampliado a australiana Holden o Cruze, sequencialmente foi nomeado como Astra Sedan. Esta é a máquina que foi desenvolvida especialmente para ocupar o posto de sedan médio em nível mundial para a fabricante GM. Um grandioso motor com baixo custo preparado para atender o mercado de modo geral por conta da sua competente suspensão traseira por eixo de torção e motor 1.8 aspirado e coração latino americano.

Você deve estar se perguntando porquê? Bom, ele é montado na Argentina, o que além de reforçar o compromisso da GM com o Mercosul também reduz dependências em importações, o que colabora bastante em o seu mercado. Ele chega com poucas mudanças do tipo: visibilidade, dando uma maior atenção para a segurança, que já era um item destacável num patamar do tipo “completo” do veículo. Ele alcançou rapidamente o mercado, sendo produzido em países como EUA, Coreia do Sul, Austrália, Índia, China, Rússia, Brasil, Cazaquistão, Tailândia e Vietnã.

Preço do novo Chevrolet Cruze 2018

  • Chevrolet Cruze SPORT6 LT – hatch 2018 – valor aproximado de R$ 96.790
  • Chevrolet Cruze LT – sedan 2018 – valor aproximado de R$ 96.790
  • Chevrolet Cruze LTZ – sedan 2018 – valor aproximado de R$ 109.790
  • Chevrolet Cruze SPORT6 LTZ – hatch 2018 – valor aproximado de R$ 110.790

Modelos 2018 do novo Chevrolet Cruze

Chevrolet Cruze SPORT6 LT 2018 – Hatch

No Cruze Sport6, a proposta é de fazer o motorista ser o grande astro.  Design moderno e alta performance, conta com um motor 1.4 turbo e 153cv de potência, volante com detalhe cromado, direção elétrica progressiva, transmissão automática de 6 velocidades, controle eletrônico de estabilidade e diversos equipamentos de série que nenhum outro veículo no segmento oferece.

Chevrolet Cruze LT 2018 – Sedan

O Chevrolet Cruze LT, preparado para surpreender expectativas, vem equipado com motor Flex 1.4L de 153 cv, Chevrolet MyLink e OnStar.

Chevrolet Cruze LTZ 2018 – Sedan

O Chevrolet Cruze desafia sua categoria tanto com a força do motor Flex 1.4L de 153 cv quanto com a sofisticação dos detalhes cromados da versão LTZ.

Chevrolet Cruze SPORT6 LTZ 2018 – Hatch

Dentro de um Cruze Sport6, tudo fica melhor, afinal, as novidades não param e a transformação também não. Esta máquina vem equipada com transmissão automática de 6 velocidades, teto solar elétrico, central multimídia Chevrolet MyLink com display colorido de 8”, computador de bordo colorido com 5 modos, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro e sensor de aproximação das portas que dispensa o uso da chave.

Um pouco da história do carro

O lançamento de sua primeira geração, ele chegou para os brasileiros substituindo o amado Vectra, diferente europeu, era um modelo que aproveitava a estrutura da antiga Zafira integrando um estilo Astra da época.

Em 2014 sua segunda geração, nascida na China era um pouquinho melhor que o anterior. Um carro repleto de personalidade e com design mais sofisticado, passou a ser feito sobre a nova plataforma D2XX e motores 1.6 e 1.5 Turbo, câmbio de dupla embreagem garantindo a suspensão traseira por eixo de torção. Para compra nacional, o motor é 1.8 e o câmbio automático GF6 de seis marchas. Mesmo que o modelo não estivesse inicialmente em conformidade com o propulsor (causando pequenas insatisfações), fora do Brasil havia motores 1.4 Turbo e 1.6 a gasolina, sem contar com as versões diesel 1.7 e 2.0, sendo (últimas são com motores Fiat e VM Motori). Bom, nosso bonitinho ganhou mais aluns nomes posteriormente, mas a plataforma Delta II era a mesma do Opel Astra da época.

em 2016 nasceria a estimada versão internacional do Chevrolet Cruze, 10 cm maior, contando com mais de 4,60 m, 2,70 m entre eixos e mais de 2,60 m da então versão pré existente na China. Anteriormente usava câmbio automático de seis marchas exclusivamente e empregou um motor 1.4 Turbo ambos com potência aproximada. Quem diria que o publico chines adotaria o modelo global como um facelift de seu próprio carro. E foi então, padronizada a gama da Chevrolet.

Nacionalmente falando a partir de agora, o Cruze (2ª geração) chegou em 2016 com o conjunto idêntico ao que foi visto em grande parte dos mercados, ou seja, motor 1.4 Ecotec Turbo SIDI, câmbio GF6-3 de seis marchas e tecnologia Flex, claro. Produzido na Argentina, ainda não se fala sobre a terceira geração do Chevrolet Cruze, possivelmente divulgada antes de 2020.

O novo modelo traz várias tecnologias válidas à segurança e conectividade da linha Chevrolet no Brasil, porém vale lembrar de que o Cruze sempre teve uma versão hatchback. Na Europa chegou a ter uma perua, que não vingou. A fabricante informou que O hatch também é feito na Argentina e convive com o sedã como antes, com a opção de teto solar elétrico. Uma curiosidade bem legal é que a sua plataforma foi a que originou o Equinox 2018, carro que ocupa o lugar da Captiva até e outubro no país.

 

Detalhes sobre o novo Chevrolet Cruze 2018

O carro por fora

O Chevrolet Cruze 2018 imprime o estilo equilibrado e agressivo, com um toque de esportividade, diferenciado pelo seu conjunto ótico de dupla parábola com facho adaptativo, sem projetores de xênon ou LED (somente LEDs diurnos, DRLs). O para-choque tem spoilers integrados e a grade remete memórias de modelos como Malibu e Camaro, fora o grande charme na queda sutil em sua traseira com as lanternas bipartidas de tamanho considerável que ficaram lindas, dignas de elogios.

Versão top de linha vem com diferenciais exclusivos como rodas de liga leve aro 17″ com desenho aerodinâmico, maçanetas e frisos cromados, enquanto os retrovisores estão com basculamento elétrico e repetidores de direção.

O carro por dentro

Dois tons e muita evolução, o acabamento está superior apesar dos plásticos ainda ganharem em quantidade. Os comandos são vistos no volante novo de modo bem claro, contando inclusive, com os alertas de invasão de faixa e colisão, bem como o ajuste para a empunhadura. O modelo chega com computador de bordo mais sofisticado, o quadro de instrumentos num ambiente mais amplo e iluminação branca. Sua aparência remete ser mais premium, até por vir mais equipado com dados de navegação, mídia, telefonia, ajuste do alerta de colisão, medidor de pressão dos pneus, estacionamento automático e bancos mais confortáveis sendo o do motorista mais elaborado com ajustes elétricos.

O porta-luvas oferece um bom espaço, porta-copos excelentes e objetos nas portas e no console central do veículo. Ar-condicionado automático e carregamento indutivo para smartphones, fora entradas USB e auxiliar são funcionalidades que agradam muito. Os retrovisores tem o rebatimento elétrico e chave eletrônica com comando de partida remota do motor.

Pontos desfavoráveis para o modelo

O Chevrolet Cruze 2018 não tem piloto automático adaptativo, faróis de xênon ou LED. O porta-malas no sedã perdeu 10l (mesmo assim tem um ótimo tamanho), que pode ser aumentado com a separação do encosto traseiro.

Ficha técnica básica do modelo CRUZE

MOTORIZAÇÃO

  • Tipo: 4cyl / Flex / 4V
  • Numero de cilindros: 4
  • Válvulas: 4 por cilindro, 16 válvulas
  • Taxa de compressão: 10,01:1
  • Injeção eletrônica de combustível: Direta e Controle de Eletrônico de Aceleração (ETC)
  • Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484/ISO 1585 Líquida ou SAE Bruta)
    Gasolina: 150 CV (110,3 KW / 148 HP) @ 5600 rpm
    Etanol: 153 CV (112,5 KW / 151 HP) @ 5200 rpm
  • Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484/ISO 1585 Líquida ou SAE Bruta)
    Gasolina: 24 mkgf (235 Nm) @ 2100 rpm
    Etanol: 24,5 mkgf (240 Nm) @ 2000 rpm

TRANSMISSÃO/TRAÇÃO

  • Tipo: Automática de 6 velocidades / Active Select no câmbio para Automática

FREIOS

  • Sistema: Sistema de freios anti-blocantes (ABS) com EBD, Controle de Tração (TCS) e Estabilidade (ESC) e Frenagem de Urgência (PBA)
    Dianteiros: Disco ventilado
    Traseiros: Disco sólido

DIREÇÃO

  • Tipo: Elétrica progressiva (EPS)

SUSPENSÕES

  • Dianteira: Independente do tipo McPherson, com barra estabilizadora ligada a hastes tensoras e molas helicoidais com carga lateral
  • Traseira: Suspensão do tipo eixo de torção, semi-independente e molas helicoidais – constante elástica linear

ESTABILIDADE

  • Sistema: Programa Eletrônico de Estabilidade (ESP) Sistema de Controle de Tração (TCS)

RODAS E PNEUS

  • Rodas: Alumínio, 17″
  • Pneus: 215/50 R17

SISTEMA ELÉTRICO

  • Bateria: 12 V, 80 Ah
  • Alternador: 130 A

DIMENSÕES

  • Comprimento Total: 4,448 mm
  • Largura Total: espelho a espelho – 2,042 mm
  • Altura em ordem de marcha: 1,484 mm
  • Distância entre eixos: 2,700 mm

CAPACIDADES

  • Tanque de combustível: 52 l
  • Porta-malas – compartimento fechado: 290 l
  • Porta-malas – canto superior do encosto do banco/até o teto: 300 / 380 l

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?