Chery Tiggo 2, um carro acima dos preconceitos é completo e preço competitivo, novo SUV compacto queridinho da Caoa em 2018

Carros
2 semanas atrás
Chery Tiggo 2, um carro acima dos preconceitos é completo e preço competitivo, novo SUV compacto queridinho da Caoa em 2018

O novato é um crossover que chega no mercado brasileiro com força, seu design agrada, o tamanho atrai e a tecnologia aproxima bastante o consumidor. É uma verdadeira evolução para a marca, apesar da mecânica ainda precisar de ajustes. Mas tem um ponto muito favorável para o público: quem é que não conhece a Caoa? Poi é, a marca fez questão de propagar sua aquisição da operação brasileira da fabricante chinesa. Claro que muita especulação e expectativa ficaram sobre possibilidades de erros e acertos, deixando consumidores mais tranquilos com o pós venda e possíveis problemas mecânicos.

Chegou o grande momento: o Chery Tiggo 2, é apenas o primeiro modelo apresentado após a negociação trouxe um exemplar aventureiro na categoria hatch. Era um carro que já estava relativamente finalizado, iniciando seu lançamento exclusivamente como Chery. Houve atraso no lançamento por conta dos problemas com o pessoal da fábrica em Jacareí, interior de SP, meses em greve, por fim ainda ajustou maiores detalhes com a Caoa.

O modelo chegou às lojas no mês de março de 2018 com preços sugeridos entre R$59.990 e R$ 66.490 ganhando destaque como primeiro produto do grupo Caoa Chery. Seus contornos são preenchimentos plásticos com a suspensão modificada para receber o título de SUV compacto, seguindo tendências e estilos já comercializados como o Renault Kwid, JAC T40 e Honda WR-V.

O crossover foi formulado pela mesma base do Celer ganhando base do motor, direção, suspensão, arquitetura eletrônica bem retrabalhados para ganhar mercado. O Tiggo 2 tem a finalidade de virar a grande vitrine queridinha da Caoa Chery. Como seu nicho está crescente, já arrebenta tudo com o preço agressivo e defendendo ser o melhor produto da empresa no Brasil. A Caoa pretende passar das 50 lojas até o fim de 2018 após encorporação prometendo preço baixo em manutenções e pós venda muito bem calibrado para passar dos 8 mil exemplares vendidos também até o fim do ano, afinal consideram o lançamento como “SUV democrático”, atendendo expectativas para todos, fora ter um preço bem atraente de tão pequeno para o seguimento.

O novato chega assim: 1.5 flex de até 115 cv do Celer, somado a mais um comando variável de válvulas, ficando mais eficiente para seu tamanho. Câmbio manual de cinco marchas, com o cuidado de precisão dos engates, o que é um dos pontos de reclamação da marca.

Já está se perguntando sobre o preço do Tiggo 2?

Confira as versões do Tiggo 2 e preço

A divulgação dos preços então por volta dos R$ 59.990,00, na versão inicial, ou seja, de entrada, A versão é chamada de Look. Já para quem quer saber sobre a versão mais completa do modelo, seu nome é Act custando por volta dos R$ 66.490,00.

Versão de entrada Tiggo 2:

  • Nome: Look
  • Preço aproximado: R$ 59.990.

Versão topo de linha Tiggo 2:

  • Nome: Act
  • Preço aproximado: R$ 66.490.

Mais sobre o carro Chery Tiggo 2 2018

O modelo Chery Tiggo 2 2018 é uma espécie de retomada ao mercado brasileiro automotivo, um recomeço para os chineses com a força Caoa. É um modelo que atrai bastante por seu tamanho e funcionalidades, inclusive passou pelo processo de melhorias com muito da estrutura do Celer, é fabricado em Jacareí, interior do estado de SP.

O motor

Recebeu um motor 1.5, com 16 válvulas e combustível flex. São até 115 cavalos de potência.

Consumo

Gasolina: 110 cv + 13,8 kgfm de torque
Etanol: 115 cv + 14,9 kgfm

Transmissão

Câmbio automático – Por enquanto não há fabricação de exemplares com o cambio automático ou automatizado. Sua transmissão é manuas e segue com 5 marchas. Porém, quem aprecia a transmissão automática, há promessa da montadora que ainda em 2018 serão comercializados.

Com relação à sua força, é bem simples e moderado. Seu desempenho poderia ser bem mais trabalhado afim de trazer um recurso equivalente ao tamanho do carro, afinal nas subidinhas ou somente retomadas, é uma sensação muito próxima a de quem está no controle de um carro mil. Há bastante ruido de motor, que para a sua mecânica é completamente normal, mas para nossos ouvidos é estrondoso para o alongamento das marchas nas famosas esticadas. Especialmente para dirigir é um pouco duro e firme apesar da sua direção leve, desconsiderando terrenos irregulares tipo terra.

“Mas ainda neste semestre traremos a versão automática”, informou o CEO da Caoa Chery, Marcio Alfonso. O espaço interno não deixa a desejar e a posição de dirigir é fácil de ser encontrada, graças aos ajustes de altura do banco do motorista e do volante.

Vamos entender melhor sobre o carro Tiggo 2

O mercado nacional segue inclinado a um dos detalhes mais fabulosos deste modelo, o seu design, os detalhes são diferentes dos outros SUVs, não ulrapassando os limites aceitaveis, então o carro não chega a ser estranho ou feio. Na verdade é um desenho bem equilibrado e muito bem pensado para o seu público, inclusive por dentro.

O Tiggo 2 por fora

Falamos um pouquinho sobre seus frisos e design diferenciado entre as SUVs, sobre a frente mais agressiva etc. Mas descontamos a traseira do modelo, ela divide opiniões, há aqueles que até gostam, mas há os que dizem que a traseira realmente deixou a desejar. A discussão fica para o friso cromado, lanternas esteticamente pequenas que não se sintonizam, segundo parte do público, que também falam sobre a mesma lanterna que está mais para um detalhe lateral do que para o fim que se destina. Mas até ai, é só uma questão de opinião e gosto mesmo porque o carro é de se chamar a atenção e quem vê, presta mesmo atenção nele. Observe quando puder!

Essa parte é simples e fácil de ser entendida, como ele é único no formato, não remete qualquer memória, então parece ser exclusivo mesmo, como se não houvesse cópias ou que formatos como o dele, poderão vir apenas depois dele mesmo apesar de ter aqueles que possam comparar a outros modelos de fabricantes concorrentes.

Cores sólidas: Preto, Branco.
Cores metálicas: Prata, Marrom, Azul.

O Tiggo 2 por dentro

Nossa, surpreenda-se com o acabamento perfeito e equipamentos, acrescentando aquele monte de botões que todo chinês adora, e o brasileiro aderiu muito bem a tanta tecnologia. Desde a versão de entrada – Look – até a outra, top de linha – ACT – a fartura em equipamentos é a listagem que mais atrai. O modelo tem vidros, retrovisores e travas elétricas, ar-condicionado, cintos de segurança com três pontos, Isofix, aviso sonoro de limite de velocidade, sensor de estacionamento traseiro, indicador de pressão dos pneus, alerta para trocas de marcha e, claro que tem entrada USB.

Será apenas uma questão de crítica, preconceito ou é ruim mesmo

Equipamentos chineses enfrentam muito preconceito mundo afora, ainda que todos, inclusive os veículos, estejam melhorando, o público consumidor mundial ainda acredita que são mal construídos, por isso os carros além de mais baratos em busca de maior agressividade no mercado, atraem clientes e oferecer um excelente custo X benefício para tornar-se vigoroso no mercado. Então itens como computador de bordo, luzes diurnas de LED, bancos em tecido e couro, freios a disco nas quatro rodas e rodas de liga leve aro 16” estão presentes nos veículos, adicionando poder de venda.

Mas os itens mais desejados e mais importantes estão incluidos apenas na versão ACT, topo de linha. Ou seja, como controle de cruzeiro, controle de estabilidade e tração, câmera de ré e a central multimídia com tela de 8 polegadas, somente para quem estiver ainda mais disposto a investir menos por mais. O veículo bicolor, há opção do teto preto – um opcional que custa em torno de R$ 1.500, mas é pintura, não envelopamento como os concorrentes.

Na versão topo de linha, o volante é diferenciado – revestido por couro disponibilizando oc controles integrados e assistente de partida em rampa, teto solar elétrico e ar-condicionado automático, isso mesmo… Automático, a central multimídia tem a tela sensível ao toque com bluetooth e espelhamento para smartphones. Apesar de chatinho para manusear e espelhar os celulares, o painel de instrumentos remete ao Chevrolet Agile, incluindo o seu “contra-giros” com um funcionamento pelo sentido anti-horário. Já na tela que traz as informações do computador de bordo, aparecem os números pequenos, mas faltou o consumo que é mostrado apenas em litros por 100 km, enquanto a pressão dos pneus aparece em Bar.

Otimista, Alfonso confirma o lançamento de outros dois modelos até o final do ano. “Um será produzido na fábrica de Anápolis (GO) e outro em Jacareí (SP)”. Certamente o sedã Arizzo 5 está cotado. No mais, a marca passa por total revolução. “Comercial, comunicação e até a arquitetura das lojas serão reformuladas. O grupo também quer afastar o medo do consumidor em ficar desamparado no pós-venda. Para isso, vamos inaugurar mais 30 lojas até o fim do ano (hoje, são 21), oito delas entre maio e junho”, frisa.

Um problema sério no modelo

Para ter um desempenho legal, o motor acaba ficando em alta rotação, mas isso pode aflorar um problema sonoro porque eleva muito seu ruído. Um problema que aparece já acima dos 3.000 rpm. O Tiggo 2 é um veículo muito barulhento e sua direção hidráulica tem uma folga bem extensa, demora bastante até que um dos lados passe a fazer efeito nas rodas. Ele treme muito o volante e sua suspensão com ajuste firme transmite tudo o que encontra no asfalto. Mesmo com curso longo, chega a bater ao sobrepor lombadas mais altas. E, por último, ele não é capaz de segurar aua carroceria no lugar, é só mexer de um lado a outro e podemos perceber seu rolamento mais acentuado.

Ficha técnica – Chery Tiggo 2 2018

MOTOR:

dianteiro,
transversal,
4 cilindros em linha,
1.5,
16V,
comando duplo variável,
injeção eletrônica,
flex.

POTÊNCIA/TORQUE:

115 cv a 6.000; Torque: 14,9 kgfm a 2.700 rpm

TRANSMISSÃO:

manual de 5 marchas,
tração dianteira.

SUSPENSÃO:

independente McPherson na dianteira e eixo rígido na traseira

RODAS E PNEUS:

alumínio aro 16″ com pneus 205/55 R16

FREIOS:

discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com ABS

PESO:

1.240 kg em ordem de marcha

DIMENSÕES:

comprimento 4.200 mm,
largura 1.760 mm,
altura 1.570 mm,
entre-eixos 2.555 mm

CAPACIDADES:

tanque 50 litros,
porta-malas 420 litros,
central multimídia com 8 pol., sensível ao toque.

PREÇOS:

R$ 59.990 a R$ 64.490

GARANTIA: 3 anos

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?